Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarao limitados. Divulgada pesquisa de satisfação e imagem sobre Ministério Público e CNMP - Conselho Nacional do Ministério Público

Divulgada pesquisa de satisfação e imagem sobre Ministério Público e CNMPPara a sociedade, a importância do Ministério Público (MP) e do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) aumentou entre 2014 e 2017. Em pesquisa de satisfação e imagem realizada este ano, o número de brasileiros que avaliaram o MP como importante ou muito importante aumentou de 84% para 91,6%. Já para o CNMP, as avaliações subiram de 75,5% para 82,7%. Os dados foram disponibilizados nesta quarta-feira, 13 de setembro.

O relatório com os resultados da pesquisa mostra ainda que o MP e o CNMP apresentaram aumento significativo no indicador “confiança da população”. A confiança da população com o MP subiu de 55,1% para 72,9%. Já para o CNMP, a confiança subiu de 42,4% para 57% com relação a 2014. Entre as instituições avaliadas, as Forças Armadas se destacaram nesse quesito, com um aumento de 52,2% para 76,4% entre 2014 e 2017. Já o Congresso Nacional e os partidos políticos apresentaram queda no indicador, caindo de 41,7% para 39% e de 24,3% para 21,4% respectivamente.

Quando questionados sobre a avaliação do trabalho das instituições, o número de brasileiros que responderam “ótimo” e “bom” em relação ao Ministério Público e ao CNMP cresceu de 39,5% para 53,7% e de 28,5% para 40,6%, respectivamente, entre 2014 e 2017. Nesse ponto, mais uma vez o Congresso Nacional e os partidos políticos caíram de 26,1% para 22,1% e de 12,4% para 9,1%, nesta ordem.

Em relação ao conhecimento, todas as instituições sofreram queda na percepção da população, com exceção das Forças Armadas e da Defensoria Pública, que se tornaram mais conhecidas. Destaque para as Forças Armadas, que subiram de 67,8% para 72,7% e passaram da quinta para a quarta posição. O MP e o CNMP se mantiveram na sexta e na 12ª posição, respectivamente. Em primeiro lugar, novamente os brasileiros apontaram a polícia como a instituição mais conhecida.

Problemas e denúncias

Os pesquisadores também perguntaram aos cidadãos quais problemas sociais, com base em uma lista com onze itens, deveriam ser resolvidos primeiro. Destaque para o “combate à corrupção”, escolhido por 25,1%. 21,5% escolheram “direito à saúde”, e 14,6%, “direito à educação”.

O relatório mostra, ainda, que 18,7% dos respondentes que já fizeram algum tipo de denúncia de irregularidade a instituições públicas afirmaram terem procurado o Ministério Público. 32,8% foram à polícia, e 26,1%, à prefeitura.

Atuação do Ministério Público

Os resultados apontam que, entre temas previamente listados, 36% dos respondentes disseram que o Ministério Público deve dar mais atenção ao “combate à corrupção”. Em segundo lugar ficou o “combate aos crimes em geral”, com 16,3%; e, em terceiro, o “acesso aos serviços públicos essenciais”, com 13,4%.

Em relação à atuação do MP, 59,4% disseram que percebem a atuação da instituição também no “combate à corrupção”, 56,1% no combate “ao crime em geral” e 55,9% na “fiscalização do cumprimento da lei”. Os respondentes elegeram os temas com base em uma lista com treze opções.

A pesquisa também perguntou aos cidadãos qual nota, de zero a 10, eles dariam à atuação do Ministério Público em benefício da sociedade. A instituição recebeu média de 5,83.

O relatório mostra ainda que 54,2% disseram saber quando devem procurar o Ministério Público. Em relação às formas de contato com a instituição, 51,6% responderam que podem se comunicar com o MP pessoalmente; 40,9% por meio de um advogado; e 28,9%, pela internet. Entre os que efetivamente já contactaram o Ministério Público, 66,7% afirmaram que o fizeram pessoalmente.

Pesquisa

A pesquisa teve como objetivo mensurar a satisfação da sociedade com a atuação do CNMP e do Ministério Público, além de identificar a percepção dos brasileiros sobre a imagem das instituições em relação ao conhecimento, confiança, importância e avaliação. Foram ouvidos 5.035 brasileiros com mais de dezesseis anos em 170 municípios, incluindo todas as capitais do país, entre os dias 9 de março e 29 de maio de 2017. O trabalho foi realizado pela empresa GMR Inteligência e Pesquisa, com acompanhamento da Assessoria de Comunicação Social e da Secretaria de Gestão Estratégica do CNMP.

Na avaliação do presidente do CNMP, Rodrigo Janot, o diagnóstico é muito importante porque oferece subsídios às ações do Ministério Público. “A pesquisa nos permite saber o que os cidadãos, para quem trabalhamos, pensam sobre o MP e o CNMP. E esse deve ser o ponto de partida para ações de aprimoramento dos serviços que prestamos à sociedade”.

Conheça a íntegra da pesquisa aqui.

Assessoria de Comunicação Social
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3315-9424
jornalismo@cnmp.mp.br 
Twitter: cnmp_oficial
Facebook: cnmpoficial

 

Conteúdos Relacionados