Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarao limitados. Novo Mapa Estratégico do CNMP 2018-2023 é apresentado aos conselheiros - Conselho Nacional do Ministério Público

plenario IMG 3877A presidente do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), Raquel Dodge, apresentou, nesta segunda-feira, 18 de dezembro, o novo Mapa Estratégico do CNMP, que estará em vigor entre 2018 e 2023, iniciando-se em 1º de janeiro do próximo ano. O anúncio ocorreu durante a 24ª Sessão Ordinária de 2017 do Plenário.

Conforme explicou Raquel Dodge, “o Mapa Estratégico visa a melhorar a atuação do CNMP, tornando-o mais profissional, com melhor uso dos recursos públicos para fortalecer aquilo que é a principal missão deste órgão: fortificar os ramos do Ministério Público da União e os Ministérios Públicos Estaduais para empregar uma atuação institucional de efetivo estímulo à defesa dos direitos humanos e combate ao crime e à corrupção”.

Além disso, Raquel Dodge destacou que o Mapa Estratégico é fruto do trabalho de áreas técnicas do Conselho, que consultaram a sociedade civil, membros do Ministério Público brasileiro, além dos conselheiros, comissões e servidores do CNMP.

O Mapa Estratégico foi entregue aos conselheiros e à representante institucional da Ordem dos Advogados do Brasil no Plenário do CNMP, Sandra Krieger. Os conselheiros poderão contribuir com sugestões até o fim de janeiro de 2018. 

Histórico
O Mapa Estratégico do CNMP é produto de um diagnóstico institucional realizado pela equipe da gestão estratégica da instituição.

Por meio de questionário eletrônico aplicado à sociedade civil, a membros e servidores do CNMP e do Ministério Público brasileiro, no período de 18 de julho a 24 de agosto deste ano, 2.119 pessoas puderam responder à pesquisa. Desse total, 853 preencheram o questionário na íntegra. A metodologia de construção do mapa levou em conta, portanto, o universo que respondeu a pesquisa completa.

Como parte do processo de elaboração do mapa, 19 entrevistas com membros e servidores do Ministério Público e do CNMP foram realizadas. Entre os entrevistados, estão conselheiros, membros auxiliares de Comissões e secretários da instituição. Além disso, visitas técnicas foram realizadas a instituições públicas de referência em planejamento, como o Tribunal de Contas da União (TCU), o Superior Tribunal de Justiça (STJ) e o Ministério Público Federal (MPF).

O mapa considerou, ainda, os resultados das pesquisas de clima organizacional do CNMP, de avaliação dos membros acerca da atuação do CNMP, de imagem do MP e do CNMP perante a sociedade, de avaliação dos servidores integrantes do Fórum Nacional de Gestão e do Comitê Permanente de Segurança Institucional acerca da atuação do CNMP, além do levantamento de governança integrada organizacional pública – ciclo 2017 do TCU e do relatório da autoavaliação assistida elaborado pela Fundação Nacional da Qualidade e o Mapa Estratégico do CNMP vigente.

A minuta do modelo foi submetida, também, a membros e servidores do CNMP, de forma eletrônica, no período de 20 a 26 de novembro de 2017, e em workshop presencial de validação nos dias 29 e 30 de novembro. Antes de ser apresentada em Plenário, foi referendada pelo Comitê de Governança Corporativa e da Estratégia do CNMP.

Os próximos passos são a construção de indicadores e metas, além do portfólio de projetos estratégicos, com objetivo de nortear a atuação do CNMP até o ano de 2023.

Veja aqui o novo Mapa Estratégico do CNMP.

Foto: Sérgio Almeida (Ascom/CNMP).

Assessoria de Comunicação Social
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3315-9424
jornalismo@cnmp.mp.br 
Twitter: cnmp_oficial
Facebook: cnmpoficial