Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Integrantes do FNG-MP participam de webinário sobre conteúdos para redes sociais - Conselho Nacional do Ministério Público
Comunicação
Publicado em 4/11/20, às 18h39.

redes sociais istockNa manhã desta quarta-feira, 4 de novembro, aconteceu o webinário “Produção de conteúdo para redes sociais: Um mergulho nos formatos”, promovido pela Comissão de Planejamento Estratégico do Conselho Nacional do Ministério Público (CPE/CNMP). O evento faz parte da 2ª Reunião Ordinária do FNG, que, a exemplo da 1ª, acontece de forma virtual.

Organizada pelo Comitê de Políticas de Comunicação Social do Fórum Nacional de Gestão (CPCom/FNG-MP) a iniciativa ofereceu informações e ferramentas para qualificar a presença do Ministério Público nas redes sociais, com o objetivo de aumentar o alcance das publicações e a interação com a sociedade, considerando os limites de recursos e de pessoal especializado das unidades.

Para promover a capacitação, foi convidado como facilitador o publicitário Cezino Caldas, especialista em Marketing pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM), com experiência em mídias no Ministério Público. A mediação ficou a cargo da coordenadora e subcoordenadora do CPCom, respectivamente, as jornalistas Giselle Borges (MP/MG) e Cristina Oliveira (MP/RS).

Ao abrir as atividades, o assessor-chefe da CPE, João Lima, destacou que “a capacitação de servidores é uma das formas de nivelarmos o conhecimento em temas considerados prioritários, com o fim de proporcionarmos o melhor suporte à atividade-fim do Ministério Público brasileiro”.

Já a coordenadora do CPCom, Gisele Borges, explicou que a capacitação era aguardada com grande expectativa e surgiu a partir de discussões dentro do próprio comitê temático, principalmente no contexto da pandemia de Covid-19, que aumentou muito a demanda das unidades e ramos do MP por interação com a sociedade nas redes sociais, como Instagram e FaceBook.

Cezino alertou que “antes de pensar em formatos, temos que pensar em pessoas”, explicando que, em média, “as pessoas olham 183 vezes por dia para a tela do smartphone”, por isso, para que a comunicação da organização se destaque, tem que ser diferente, tem que quebrar o padrão. “Não seja só mais um, quebre padrões”, concluiu o publicitário.

Ao final da palestra os participantes interagiram com perguntas ao publicitário, que respondeu com base em sua experiência em mídias sociais no Ministério Público.

As atividades do evento foram transmitidas pela plataforma MS Teams e estão disponíveis no canal do CNMP no YouTube.

Imagem: banco de imagens iStock. 

Secretaria de Comunicação Social
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3315-9424
jornalismo@cnmp.mp.br 
Twitter: cnmp_oficial
Facebook: cnmpoficial