Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Em reunião do Comitê para Enfrentamento da Pandemia, representante do CNMP defende atualização legislativa - Conselho Nacional do Ministério Público
Saúde
Publicado em 29/4/21, às 17h24.

Banner noticia corona 1Durante a 3ª Reunião do Comitê de Coordenação Nacional para Enfrentamento da Pandemia da Covid-19, a conselheira nacional do Ministério Público Sandra Krieger defendeu a necessidade de uma atualização legislativa capaz de garantir o cumprimento dos planos de saúde por parte das operadoras e de pacificar suas relações com os consumidores. A avaliação da conselheira foi feita após a apresentação do Ministério de Saúde sobre o Plano de Trabalho da Saúde Suplementar para o novo coronavírus.

O objetivo da reunião de ontem foi tratar de questões estratégicas sobre o tema, como o debate em torno de novas regras para a incorporação de medicamentos pela Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologia (Conitec) e o estabelecimento de protocolos para dispensação de oxigênio medicinal e intubação. 

Segundo a conselheira do CNMP, que também preside a Comissão da Saúde, a Lei 9.656/97, que dispõe sobre os planos e seguros privados de assistência à saúde, foi atualizada nos últimos anos apenas por leis esparsas e já não cumpre satisfatoriamente sua função. “Além de sistematizar os comandos normativos, o novo marco legal terá o desafio de, a um só tempo, fomentar o acesso da população ao setor suplementar de saúde e tornar viável a prestação efetiva dos serviços pelas operadoras”, sustentou a conselheira. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), mais de 40 milhões de brasileiros contratam hoje esses serviços. 

Krieger observa que as falhas do setor se mostraram evidentes durante a pandemia, quando as operadoras criaram inúmeros obstáculos para que os planos de saúde garantissem cobertura aos diagnósticos da Covid-19, forçando a Agência Nacional de Saúde (ANS) a baixar ato normativo determinando sua obrigatoriedade. O novo marco regulatório “deverá adotar uma visão prospectiva em prol dos consumidores e equacionar o reforço das garantias financeiras para dar estabilidade ao setor”, concluiu. 

A reunião contou com a participação do presidente da República, Jair Bolsonaro; do presidente do Senado, Rodrigo Pacheco; do ministro da Saúde, Marcelo Queiroga; do ministro da Casa Civil, Luiz Eduardo Ramos; do ministro Chefe do GSI, Augusto Heleno; do ministro da Ciência, Tecnologia e Inovações, Marcos Pontes; e da conselheira Nacional de Justiça Candice Lavocat. 

Saiba mais   

CNMP destaca importância do diálogo institucional em reunião do Comitê Nacional para Enfrentamento da Pandemia 

Secretaria de Comunicação Social
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3315-9424
jornalismo@cnmp.mp.br 
Twitter: cnmp_oficial
Facebook: cnmpoficial