Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Grupo de trabalho debate a assistência social a pessoas idosas no pós-pandemia - Conselho Nacional do Ministério Público
Direitos fundamentais
Publicado em 7/5/21, às 16h42.

reuniao gt pessoa idosaO Grupo de Trabalho de Defesa dos Direitos da Pessoa Idosa da Comissão de Defesa dos Direitos Fundamentais (CDDF) do CNMP, presidido pelo conselheiro Luciano Nunes Maia Freire e coordenado pela membra auxiliar Fabíola Sucasas Negrão Covas, reuniu-se de forma virtual, nessa quarta-feira, 5 de maio, para debater o estabelecimento de diretrizes relacionadas à proteção social no período pós-pandemia.

O conselheiro ressaltou que “a reunião sinaliza que o CNMP se preocupa com o aumento da população hipervulnerável no pós-pandemia e a proteção social a ser prestada, exigindo do Ministério Público novos desafios e novas reflexões sobre sua forma de atuação”. 

Além dos integrantes do GT, o encontro contou com a participação de especialistas convidados. A assistente social e professora da PUC do Paraná Denise Arruda explanou sobre o Sistema Único de Assistência Social (SUAS). Ela tratou da responsabilidade da estruturação de uma política social para os idosos e da importância do papel do Ministério Público como garantidor dessa política. 

O promotor de Justiça do MP/SP Bruno Simonetti ressaltou a realidade de municípios em relação à assistência social, chamando a atenção para a necessidade do controle de fundos e o envolvimento da sociedade civil nos conselhos municipais. 

Além dos já citados, estiveram na reunião o procurador federal dos Direitos do Cidadão, Carlos Vilhena, e os seguintes integrantes do GT: os promotores de Justiça Yélena Monteiro, Lia Dalmutt, Mônica Pereira e Tamara Rivera; o procurador de Justiça Valberto de Lira; e a procuradora da República Priscila Schreiner. 

Secretaria de Comunicação Social
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3315-9424
jornalismo@cnmp.mp.br 
Twitter: cnmp_oficial
Facebook: cnmpoficial