Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Evento promove o diálogo entre especialistas e instituições responsáveis pelo Pacto Nacional da Primeira Infância - Conselho Nacional do Ministério Público
Infância e Juventude
Publicado em 19/8/21, às 18h35.

Andrea TeixeiraTeve início na manhã desta quinta-feira, 19 de agosto, o Seminário do Pacto Nacional pela Primeira Infância – Região Sul, que acontece com apoio da Comissão da Infância, Juventude e Educação do Conselho Nacional do Ministério Público (Cije/CNMP). O objetivo do evento, coordenado pelo Conselho Nacional de Justiça (CNJ),  é sensibilizar profissionais do Sistema de Justiça e do Sistema de Garantia de Direitos da Criança e do Adolescente de todo o país sobre a importância da atuação integrada em prol da implementação do Marco Legal da Primeira Infância à luz da prioridade absoluta prevista no artigo 227 da Constituição Federal e do Estatuto da Criança e do Adolescente.

Durante o primeiro dia do encontro, representando o conselheiro e presidente da Cije, Otavio Luiz Rodrigues Jr., a membra auxiliar Andrea Teixeira de Souza destacou a recente edição da Recomendação CNMP nº 82/2021: “É uma grande satisfação estarmos neste evento, com tantas instituições que representam a defesa da proteção dos direitos da criança, especialmente na primeira infância. No ensejo, anunciamos que, recentemente, o CNMP publicou recomendação visando ao aprimoramento da atuação do Ministério Público quanto à promoção do fortalecimento do serviço de acolhimento familiar”.

Andrea Teixeira ainda complementou: “No Brasil, o acolhimento familiar representa apenas 4% do público de crianças e adolescentes que são acolhidos. Nós precisamos unir esforços de todas as instituições para mudarmos esse panorama, a fim de que o percentual de crianças e adolescentes atendidos na modalidade familiar não seja tão pequeno”.

O evento, que se estende até amanhã, 20 de agosto, conta com apresentação cultural, exposição oral, divulgação de boas práticas e debate entre conferencistas, palestrantes e participantes. Também estão sendo realizados workshops temáticos, nos quais os participantes poderão encaminhar sugestões de ações com o objetivo de solucionar ou mitigar os problemas e as dificuldades identificadas em cada ​tema debatido.

Os workshops possuem equipe de moderação e relatoria para coordenar os trabalhos e registrar as deliberações que serão encaminhadas ao CNJ e às demais entidades signatárias do Pacto Nacional pela Primeira Infância. O evento é transmitido pelo canal do CNJ no YouTube.

Programação (20/8)

Painel I – Aprimoramento do Sistema de Justiça para proteção e promoção do desenvolvimento na primeira infância

Painel II – Práticas intersetoriais inovadoras na Região Sul

https://youtu.be/tTyX_2GYkGw

 

Workshop 1 – Garantia do direito à convivência familiar entre filhos e mães/pais privados de liberdade

https://youtu.be/cjly2vrMi2M

 

Workshop 2 – Proteção e promoção do desenvolvimento no contexto de ruptura de vínculos, acolhimento, reintegração familiar ou adoção

Apresentação do Prêmio Adoção Tardia (Senador Fabiano Contarato)

https://youtu.be/9s960ukKZU8

 

Workshop 3 – Direito ao brincar, cultura e meio ambiente seguro e prevenção do trabalho infantil, da violência e de acidentes

https://youtu.be/Wkfg4TzMDzo

 

Workshop 4 – Integração e sustentabilidade das políticas públicas para Primeira Infância: avanços e desafios

https://youtu.be/qmI9kUPThaA

 

Workshop 5 – Primeira infância em tempos de Covid-19: perspectivas para proteção e promoção do desenvolvimento integral

https://youtu.be/xh45Ql-gYWQ

 

*Com informações do CNJ

Secretaria de Comunicação Social
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3315-9424
jornalismo@cnmp.mp.br 
Twitter: cnmp_oficial
Facebook: cnmpoficial