Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Comunicação não violenta e cultura do diálogo pelo MP brasileiro são temas do próximo Em Pauta - Conselho Nacional do Ministério Público
Capacitação
Publicado em 23/8/21, às 18h48.

em pauta julianaO tema da edição do Em Pauta da próxima quinta-feira, 26 de agosto, é “A promoção da cultura do diálogo pelo MP brasileiro: o papel da comunicação não violenta”. O programa será transmitido a partir das 10h no canal oficial do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) no YouTube.

Para falar sobre o assunto, a convidada é a assistente jurídica da Procuradoria-Geral do Estado de Santa Catarina (PGE/SC), advogada e professora universitária, Juliana Ribeiro Goulart, que será entrevistada pela presidente da Unidade Nacional de Capacitação do Ministério Público (UNCMP), a conselheira Fernanda Marinela. 

A advogada é doutoranda e mestra em Teoria e História do Direito pela Universidade Federal de Santa Catarina (2018). É também professora no Centro Universitário Sociesc (Unisociesc) e na Escola Superior da Magistratura do Estado de Santa Catarina (Esmesc). Atua ainda como consultora da Comissão Especial de Mediação e Conciliação do Conselho Federal da OAB e conselheira estadual da OAB/SC. 

Para Juliana Goulart, o objetivo da palestra é gerar reflexão acerca do papel dos membros do Ministério Público na promoção da cultura do diálogo.  Para tanto, três pontos serão abordados: “O primeiro é o papel fundamental de incentivo à cultura do diálogo exercido pelos membros do Ministério Público, por meio das formas consensuais de solução de conflitos, acepção contemporânea do direito fundamental de acesso à justiça”, afirma a convidada.   

O segundo ponto destacado pela entrevistada é que: “entre os meios consensuais, a mediação, além de ser uma forma de expressão da cultura do diálogo, é uma técnica de resolver conflitos que trabalha a lide sociológica e explora o potencial criativo dos envolvidos”. 

Em terceiro lugar, Juliana Goulart ressalta que “os meios autocompositivos envolvem uma comunicação oposta da promovida pelas formas tradicionais de solução de litígios, como o processo contencioso. Nos meios consensuais, a comunicação é não violenta, ou seja, não é empregada para persuadir e convencer. A partir da escuta ativa, as partes podem despertar para a construção de uma decisão satisfatória para todos”. 

Para assistir à transmissão, clique aqui. Também é possível definir um lembrete para que o interessado seja notificado pelo YouTube sobre o início da palestra.  

Em Pauta  

O Em Pauta, apresentado pela conselheira e presidente da UNCMP, Fernanda Marinela, discute temas jurídicos de grande relevância e com impactos na atuação de membros do Ministério Público em todo o país. As exibições acontecem sempre às quintas-feiras, a partir das 10 horas, pelo canal oficial do CNMP no YouTube. Na plataforma, também ficam disponíveis todas as edições do programa. 

Secretaria de Comunicação Social
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3315-9424
jornalismo@cnmp.mp.br 
Twitter: cnmp_oficial
Facebook: cnmpoficial