Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Corregedoria Nacional do Ministério Público abre correição extraordinária no MP/PB - Conselho Nacional do Ministério Público
Correição
Publicado em 29/11/21, às 18h03.

banner noticiamp paraibaA Corregedoria Nacional do Ministério Público deu início, na manhã desta segunda-feira, 29 de novembro, à correição extraordinária nas unidades do Ministério Público da Paraíba localizadas nas cidades de João Pessoa, Patos e Santa Rita. O evento de abertura foi realizado no auditório da sede da Procuradoria-Geral de Justiça, na capital.

A correição é temática e direcionada aos membros que atuam na apuração e persecução de crimes violentos letais intencionais no sistema prisional e no controle externo da atividade policial.

Participaram da mesa de abertura o corregedor nacional do Ministério Público, Marcelo Weitzel; o procurador-geral de Justiça, Antônio Hortêncio Rocha; o corregedor-geral do MP/PB, Álvaro Gadelha; a procuradora-chefe do MPT na Paraíba, Andressa Coutinho; o coordenador-geral da Corregedoria Nacional, Benedito Torres Neto; o chefe de gabinete, José Augusto Peres; o coordenador de Correições e Inspeções, Marco Antonio Santos; o coordenador disciplinar, Rafael Kurkowski; o procurador regional da República e ex-conselheiro do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) Silvio Amorim; e o presidente da Associação Paraibana do Ministério Público (APMP), Leonardo Quintans.

O corregedor nacional, Marcelo Weitzel, informou que a Paraíba está inaugurando um novo perfil de correições que incluem, além da própria Corregedoria Nacional, comissões do CNMP, como a Comissão do Sistema Prisional, o Controle Externo da Atividade Policial e a Segurança Pública. Conforme o corregedor, a ideia é, além da atividade correicional, agregar a atividade pedagógica.

Ele ressaltou, ainda, que a segurança pública é um assunto complexo e que exige uma integração cada vez maior, não só dos ramos e unidades do Ministério Público, mas do próprio MP com outros segmentos da sociedade. Além disso, foi destacada a importância da inteligência nessa atuação.

O procurador-geral, Antônio Hortêncio Rocha, deu as boas-vindas aos integrantes da Corregedoria e ressaltou que se trata de um órgão essencial do Ministério Público: “A Corregedoria tem como finalidades, além da natural atribuição fiscalizadora, a orientação e a contribuição para a melhoria das atividades ministeriais, aprimorando e aperfeiçoando o trabalho desenvolvido”, declarou.

Conforme o PGJ, o MP/PB busca sempre aperfeiçoar suas atividades com profissionalismo, organização e planejamento, mesmo com as restrições orçamentárias e financeiras. “Estamos dispostos a melhorar e realizar. Temos uma forte atuação no combate à corrupção e à criminalidade organizada, bem como na defesa dos direitos difusos, coletivos e individuais homogêneos e indisponíveis. Essas são marcas da instituição que geram destaque no estado e no país. Trabalhamos sempre com o diálogo, a busca de parcerias, a interlocução e as ações conjuntas, que demonstram abertura e união, viabilizando melhores resultados. Essa será sempre nossa visão e modo de agir”.

O corregedor-geral do MP/PB, Alvaro Gadelha, também deu boas-vindas e destacou o aprendizado que a instituição terá com a correição: “As instituições só podem crescer com abertura a ensinamentos naturais, como estes que iremos receber nesta semana. Tenho convicção de que no último dia da correição, ao terminar a jornada, o MPPB estará maior do que estamos começando hoje”.

Para o corregedor, o tema abordado na correição é de interesse internacional, e a vinda da Corregedoria Nacional vai estimular os membros a trabalhar de forma orquestrada, mostrando os melhores caminhos. Ele também parabenizou por envolver não só a instituição como o governo do Estado.

Após a abertura, foram apresentados dados sobre a segurança pública na Paraíba e, em especial, em João Pessoa, Santa Rita e Patos. Estiveram presentes, no auditório, procuradores e promotores de Justiça e servidores do MPPB.

Correição
Os trabalhos correicionais serão realizados até quinta-feira, 2 de dezembro. O objetivo é ter um diagnóstico dos trabalhos realizados na área de segurança pública, identificando possíveis dificuldades, recomendando e orientando acerca de aprimoramentos necessários.

Participam da correição os membros auxiliares da Corregedoria Nacional: Alexandre Saraiva, Ana Cláudia Rodrigues, Bernardo Maciel Vieira, Cícero Robson Coimbra, Douglas Oldegardo Cavalheiro, Izabel Christina Baptista, Jacqueline Orofino, José Augusto Peres, Lindomar Tiago Rodrigues, Marcelo José de Guimarães, Maurício Silva, Renne do Ó Souza, Saulo Jerônimo Leite, Vera Leilane Mota e Walter Tiyozo Linzmayer.

Foto: Site oficial MP/PB

Secretaria de Comunicação Social
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3315-9424
jornalismo@cnmp.mp.br 
Twitter: cnmp_oficial
Facebook: cnmpoficial