Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. Sessão - Conselho Nacional do Ministério Público
Publicado em 25/9/12, às 13h32.

Plenário considera ilegais vantagens pessoais pagas a procuradores de Justiça do MP/PI

Na sessão desta terça-feira, 25 de setembro, o Plenário do CNMP considerou ilegais as vantagens pessoais pagas a procuradores de Justiça do Ministério Público do Piauí entre 2005 e 2008. Segundo a relatora do processo, conselheira Claudia Chagas, os valores foram incluídos no contracheque dos membros sem que houvesse previsão legal para o benefício. A nomenclatura “vantagens pessoais” substituiu os antigos “jetons”, derrubados anteriormente. O pedido de controle administrativo, instaurado pelo CNMP a partir de informações obtidas durante inspeção Corregedoria Nacional no MP estadual, foi julgado procedente por unanimidade. O voto da relatora também determinou a instauração de procedimentos no MP/PI para a devolução do dinheiro recebido ilegalmente, devendo ser calculados os valores devidos, além de ouvidos os procuradores de Justiça atingidos pela decisão.

Processo n. 169/2010-40

Assessoria de Comunicação
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3366-9124
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

Twitter: cnmp_oficial
Faceboo: cnmpoficial

Secretaria de Comunicação Social
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3315-9424
jornalismo@cnmp.mp.br 
Twitter: cnmp_oficial
Facebook: cnmpoficial