Seu navegador não suporta java script, alguns recursos estarão limitados. CNMP realiza encontro para discutir sistema carcerário nacional - Conselho Nacional do Ministério Público
Publicado em 15/4/10, às 19h01.

Mais de cem promotores e procuradores de todo o Brasil, além de sete conselheiros do Conselho Nacional do Ministério Público, estiveram reunidos ontem, 14 de abril, para discutir o sistema carcerário no Brasil. O Encontro aconteceu em Brasília e foi coordenado pelo conselheiro Maurício Albuquerque, presidente da Comissão de Comissão Disciplinar de Controle do Sistema Carcerário e de Controle das Medidas Sócio-Educativas, do CNMP.

 

Durante todo o dia, os membros do MP, reunidos em grupos de trabalho, discutiram os principais temas que envolvem o sistema prisional brasileiro, como revisão da legalidade da manutenção das prisões provisórias e definitivas e outros aspectos do controle da execução das medidas de restrição de liberdade; superlotação carcerária e condições físicas dos estabelecimentos; modelo da atuação do MP na execução penal e no controle externo da atividade policial, especialmente no que se refere a presos provisórios.

Os problemas mais graves identificados pelos participantes do Encontro foram a superlotação dos presídios, o alto índice de corrupção do sistema, a existência de tortura nos estabelecimentos prisionais e a falta de políticas públicas efetivas para a área.

 

Após a discussão nos grupos, uma série de propostas foram apresentadas, entre elas, a criação de sistema informatizado de acompanhamento e controle de prazos de prisão, a criação de órgão próprio para monitoramento do sistema carcerário, o estabelecimento de metas e medidas para impedir, em nível nacional, a permanência de presos provisórios em delegacias de polícia; a padronização da periodicidade das fiscalizações e inspeções dos presídios, inclusive com a uniformização dos relatórios respectivos; a criação pelos MPs de grupos com atribuição exclusiva de controle externo da atividade policial, sem prejuízo do exercício do controle difuso, contando com estrutura material e humana necessárias para o exercício de suas atribuições; e a criação de promotorias com atribuição na área de direitos difusos e tortura, para trabalhar especificamente com ocorrências em prisão.

 

Todo o material produzido no Encontro será agora analisado na Comissão de Comissão Disciplinar de Controle do Sistema Carcerário e de Controle das Medidas Socioeducativas e, posteriormente, levado ao Plenário do CNMP. O presidente da Comissão, conselheiro Maurício Albuquerque, pretende, ainda, apresentar uma proposta de resolução sobre o assunto, que uniformize a atuação do MP em todo o Brasil.

 

Assessoria de Comunicação
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone (61) 3366-9105/9137 ou 9293-0725
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.

 

Siga o CNMP no Twitter: twitter.com/conselhodomp

Secretaria de Comunicação Social
Conselho Nacional do Ministério Público
Fone: (61) 3315-9424
jornalismo@cnmp.mp.br 
Twitter: cnmp_oficial
Facebook: cnmpoficial